terça-feira, 25 de julho de 2017

Ele vai bem, obrigada


Meu coração? Vai bem, obrigada. Desde a última vez que nos encontramos, ele fez coisas diriam impossíveis. Cresceu tanto que nem coube no peito, encolheu ao ponto de duvidar da própria existência, ardeu, andou sobre brasas, congelou e afundou repetidas vezes. Passeou pelos jardins do éden e até visitou o inferno algumas vezes. Verdade é que ganhou uns arranhões no caminho. Alguns sem importância, superficiais, outros doloridos, torturantes. Chorou de noite e se alegrou com o raiar do dia. Apesar de tudo, ele ainda faz o que sempre fez de melhor: se reconstrói. A cada queda, toda vez que apanha.
Meu coração? Ele anda todo remendado, mas vive por inteiro mesmo lhe faltando alguns pedaços.
Ele vai bem, obrigada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...