quarta-feira, 23 de maio de 2018

Moda & Literatura

Olá, pessoas, hoje trago uma tag chamada "Moda & Literatura" que eu encontrei no blog Coisas de Diane.

1- “LIVRO PRETINHO BÁSICO”: um livro que em qualquer época, todo mundo leu/tem e se não leu tem que ler.

A menina que roubava livros - Markus Zusak


2- “LIVRO ALTA - COSTURA”: um livro pelo qual vale pagar caro; pela qualidade literário e/ou editorial.

O conde de Monte Cristo - Alexandre Dumas

3- “LIVRO FAST - FASHION”: leu quando estava todo mundo lendo e gostou; mas hoje já não leria.
Crepúsculo - Stephanie Meyer

4- “LIVRO CALÇA JEANS”: um livro descontraído que agrada todos os estilos de leitores.
Tequila Vermelha – Rick Riordan

5- “LIVRO SCARPIN BICO FINO”: um livro muito bom mas que foi difícil de ler. Pode ter te causado desconforto pela forma de escrita/narrativa ou por algum detalhe da historia. Mesmo assim, você leria outras vezes!


Shantaram - Gregory David Roberts

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Por aqui fica a saudade



O céu tem mais uma estrela. E o sol ficou ainda maior porque absorveu todo o brilho dos olhos dele. Vovô João se foi, mas deixou com a gente uma vida inteira de ensinamentos e alegrias que ninguém pode apagar. “Sô Jão”, que não era, em hipótese alguma, “Seu Zé”, foi tão forte quanto alguém é capaz de ser e ensinou aos filhos e netos a serem fortes também, mesmo que a dor seja intensa demais para suportar. Por aqui fica a saudade, saudade até demais; e a certeza de que seu sorriso, a partir de agora, ilumina o céu. 

sexta-feira, 4 de maio de 2018

Livros lidos - Abril 2018

1 – X-men espelho negro – Marjorie M. Liu

 O Estranho refletido no espelho pode se revelar o tipo mais terrível de prisão. Temidos e rejeitados por muitas das pessoas que juraram proteger, os X-Men são uma equipe de heróis mutantes dedicada a defender os seres humanos daqueles que poderiam usar o gene X para o mal e a destruição. Abençoados, alguns diriam amaldiçoados, com habilidades impressionantes, os X-Men são a última defesa da Terra contra vilões e insanos... e a única esperança para o futuro. 

Jean Grey acorda em um quarto desconhecido. Sentindo-se fraca e desorientada, está sem seus poderes telepáticos e telecinéticos, e aprisionada no corpo de outra pessoa. Seus companheiros de equipe Ciclope, Wolverine, Vampira e Noturno também são cativos, suas mentes estão presas dentro de corpos estranhos. Quem os teria trazido àquele lugar, e com que finalidade? As respostas levam a um plano terrível que ameaça não só os X-Men, mas todos os mutantes.

Gostei mais do que dos outros livros do universo Marvel que eu li (Guerras Secretas e Guerra Civil). Talvez porque eu prefira x-men a vingadores ou porque o enredo foi mais bem desenvolvido. De qualquer forma, foi uma boa leitura.

2 – Iscas Vivas – Fabio Genovesi

 A vida é um jogo de sorte. Cabe às pessoas aproveitar-se dele da melhor forma. Com a sabedoria despretensiosa de quem nunca se leva muito a sério, mas sabe tocar a alma das coisas, Fabio Genovesi, em Iscas vivas, apresenta um romance inteligente e inspirador, que conquistou milhares de leitores quando lançado na Itália. Um livro que ensina como lidar com as diferenças.


Certamente, um poema escrito em prosa. Aos catorze anos, Fiorenzo perdeu a mão direita por culpa de um rojão e, embora tenha reagido com garra e criatividade, logo descobriu que, na vida, o que falta conta muito mais do que aquilo que existe. Assim, quando se sente abandonado pela mãe falecida, deixado de lado pelo pai, excluído no colégio, sem namorada e com uma banda de heavy metal desconhecida, conclui que o mundo conspirou contra ele.
Além de Fiorenzo, Iscas vivas gira em torno de outros dois personagens: Mirko, um prodígio que tem uma relação difícil com o sucesso; e Tiziana, uma neo-adulta que não consegue abandonar suas raízes e deslanchar na vida. Genovesi descreve a realidade e os hábitos de uma pequena cidade, com ênfase nos sentimentos e mazelas dos personagens. Vale notar a forma como o autor delineia e prova que, apesar das aparências, todos os seres humanos, jovens, adultos ou idosos, têm problemas e os mantêm enclausurados dentro de si. E, segundo o próprio, é nesse momento que os instintos ficam mais à flor da pele e que todos acabam tomando as atitudes mais importantes de suas vidas. A conclusão desta análise: o livro Iscas vivas.

Assim como aconteceu com “Red Hill”, o final deixou a desejar. Eu esperava muito do livro pelo que dizia a sinopse e, principalmente, pelos primeiros capítulos. Outro fator importante a ser mencionado é a mudança do ponto de vista ao longo dos capítulos. Na maior parte dos livros isso me irrita, mas em “Iscas Vivas” eu gostei, achei interessante.

3 – Os lusíadas – Luis Váz de Camões

 Nesta obra - composta de dez cantos, em versos decassílabos -, misturam-se o conteúdo épico e o lirismo de Camões. A narrativa básica tem por tema a célebre viagem de Vasco da Gama em busca de um caminho para as Índias, mas boa parte do poema é dedicada aos grandes feitos dos reis portugueses. É, portanto, a narrativa da história de Portugal, das suas origens à época em que viveu o poeta. Os Lusíadas é considerado a obra mais importante da língua portuguesa.


O livro mais difícil que eu já li, sem dúvidas. Clássicos geralmente são mais complicados para mim, mas “Os lusíadas” ultrapassou todos os limites. Mas isso não o faz ser menos genial, pelo contrário. Uma história inteira em verso é algo admirável.

4 – O diário da princesa – Meg Cabot

 Mia Thermopolis, uma garota nova-iorquina comum, descobre, de repente, ser a herdeira de um reino europeu. Ela vai, então, morar com seu pai, para aprender a agir como a verdadeira nobre que é. Mas sua avó, a velha princesa Genovia, acha que ela tem muito a aprender antes de poder subir ao trono. Um grande romance que chega às telas em uma produção dos estúdios Disney.


Durante toda a leitura eu me perguntei: “Por que diabos não li isso quando eu era adolescente??”. É um ótimo livro juvenil e se eu tivesse lido há alguns anos, com certeza teria ficado viciada e comprado a coleção inteira.



5 – Will & Will – John Green e David Levithan

 Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra... Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em um aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.


Um exemplo claro de mudança de ponto de vista entre personagens que me irritou. O livro é ruim? Não. É bom? Também não. Não sou fã de John Green e “Will & Will” não melhorou a popularidade do autor na minha estante.


6 – Mercadora de Ilusões – Nora Roberts

 Anos atrás, Eve Hamilton acalentava uma paixão de adolescente pelo poderoso, reservado e atraente príncipe Alexander. Entretanto, ele desaprovava essa conduta. Quando finalmente se reencontram, Alex fica fascinado ao conhecer a mulher bela e independente na qual Eve se transformou. Agora, tudo o que Alexander mais deseja é mostrar que ele é o homem certo para ela…


Ter o nome da protagonista igual ao nome da protagonista da minha série favorita (e da mesma autora!) me fez ficar traçando paralelos o tempo inteiro. Não é o melhor livro da autora e senti falta de mais profundidade na história.



7 – O príncipe Playboy – Nora Roberts

 Quando o assunto é mulheres, o príncipe Bennett adora um desafio. Ao conhecer a bela e discreta Hannah Rothchild, seus olhos brilham. O elegante playboy não tem a menor intenção de descansar enquanto não dominar sua presa, ainda que Hannah seja extremamente cautelosa e reservada. Para Bennett, o amor sempre fora um jogo, mas ao se deparar com uma mulher tão misteriosa, percebe que está arriscando seu coração, e que desta vez pode sair da mesa sem sua aposta…



Terceiro livro do reino de Cordina e a impressão que eu tive foi de que a história foi muito rápida. Os personagens foram desenvolvidos, mas de maneira muito superficial. Senti falta da profundida que a Nora geralmente coloca em seus livros.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...